domingo, abril 25, 2010

Sento-me na areia húmida


























Sento-me na areia húmida
onde formo palavras que queria dizer
Olho a casa da praia
calo o movimento da minha mão
Espero em silêncio
Que venhas até mim
ou que o mar apague a verdade
*Poema do livro Casa da Praia

© Foto: Armando Isaac; Poema: Fernando Antunes

2 comentários:

  1. Magnifica fotografia cheia de luz e cor um bom enquadramento.Abraço

    ResponderEliminar
  2. Belo poema, linda foto! Parece-me a praia da Areia Branca. Será??? Bjs

    ResponderEliminar